Você já pensou em instalar um alarme no condomínio onde mora ou atua como síndico? Apesar de parecer um sistema relativamente antigo, o equipamento utilizado para segurança predial é uma opção mais barata e com a eficiência necessária para garantir que os condôminos tenham a tranquilidade de viver em um empreendimento devidamente seguro.

Com o sistema de alarme, sensores e outros dispositivos serão espalhados em toda a área comum, por exemplo, e os mesmos darão o aviso caso seja identificada qualquer tipo de invasão. O sistema informará, por meio de mensagem no celular, por exemplo, o síndico e também via processamento de dados a empresa que monitora a segurança do condomínio, o que permitirá uma ação rápida capaz de evitar invasão e também furto de veículos ou mesmo de apartamentos.

É responsabilidade da gestão do condomínio trabalhar para garantir a segurança e um eficiente Sistema de Alarme Monitorado 24 horas contribuirá para que se alcance esse objetivo. É importante que o síndico entenda as vantagens esse tipo de recurso tão utilizado atualmente e que, se empregado em conjunto com outras ações, poderão sim fazer do condomínio um lugar seguro para os seus moradores.

Sistema de Alarme para Condomínio

Os alarmes são opções de itens que devem ser pensados por síndicos a fim de criar um sistema eficiente de segurança que impeça invasões e, consequentemente, possíveis processos judicias futuros, seja contra do condomínio ou contra ele próprio.

monitoramento de alarme para condomínio

[sharethis-inline-buttons]

Os alarmes são compostos, basicamente, por sensores de movimento atrelados a uma central de Alarme e sirene. Vale lembrar que eles são um dos sistemas mais antigos de segurança, mas tem sofrido constantemente mudanças e processos de melhorias para incorporação de novas tecnologias. Com isso, sua eficácia é cada vez maior, possibilitando que qualquer situação fora do controle possa ser revelada o quanto antes.

Atualmente, o próprio alarme para condomínio é capaz de acionar uma central, por meio de um chip de celular, por exemplo, enviando uma mensagem para o síndico e para a empresa que faz a segurança do condomínio quando o sistema é acionado, permitindo uma ação mais rápida.

É preciso identificar o alarme que melhor atende um condomínio. O síndico e a empresa contratada para fazer a instalação devem levar em consideração as áreas comuns, onde os sensores podem ser acionados com mais facilidade em função de passagem de animais ou pássaros, por exemplo.

É necessário optar por alarme para condomínio que não dispare a toa, já que dessa forma o sistema pode perder a credibilidade entre os condôminos, além de incomodar moradores e vizinhos. Motivo pelo qual é importante escolher uma boa Empresa de Sistemas de Segurança e equipe técnica para cuidar da manutenção preventiva e corretiva de todo o sistema.

A partir dessa escolha, é papel do síndico juntamente com a equipe técnica fornecedora do serviço, identificar as áreas com maior fragilidade onde possam acontecer invasões, especialmente próximos dos portões de entrada e saída e dos muros que cercam o empreendimento.

Vantagens dos alarmes para condomínios

O custo baixo se comparado a outros meios de proteção é um dos pontos positivos do uso de alarmes para condomínios residenciais. A rapidez na identificação de riscos também deve ser levada em conta quando se pensa em segurança eficiente.

Veja essas e outras vantagens dos alarmes para proteção de condomínios:

  • Reforço na segurança do condomínio: possíveis invasores ou assaltantes encontrarão maiores dificuldades ao tentar roubar um apartamento, um veículo ou qualquer outro bem;
  • Praticidade: existem vários tipos e níveis de alarmes de segurança, sendo possível integrá-los a sistema de monitoramento, ou seja, o síndico conseguirá visualizar o condomínio pelo acesso remoto das câmeras pela Internet;
  • Valorização do condomínio, já que moradores e possíveis compradores notarão que existem preocupação e investimento em um sistema seguro e eficiente de alarme.
  • Redução nos custos, um alarme de condomínio eficaz, operando sempre na sua plenitude, incide em menor índice de ocorrência, um claro exemplo é que o valor do seguro do condomínio fica mais barato.

O que diz a legislação sobre a segurança em condomínios

O Código Civil para condomínios (Lei nº 10.406/2002) é a principal lei que trata sobre os direitos e obrigações dos síndicos e condôminos. É com base nessa legislação que as partes envolvidas irão se basear na criação da Convenção do Condomínio e do Regimento Interno.

É exatamente na convenção do condomínio que deve ser explícito as atribuições do síndico e também a responsabilidade do condomínio em relação a invasões, furtos ou assaltos dentro de suas dependências.

É importante ressaltar que condomínio só responde por furtos ocorridos nas suas áreas comuns, por exemplo, se isso estiver expressamente previsto na respectiva convenção.

Isso porque a lei que rege os condomínios não é clara sobre a responsabilidade do mesmo em caso de furto ou roubos em suas áreas comuns. A legislação trata apenas dos direitos e deveres para a guarda de veículos na garagem e sobre a locação ou alienação das vagas disponíveis.

Em função dessa falta de clareza, muitas vezes casos de furto e roubo de carros, peças ou até mesmo apartamentos são resolvidos na Justiça, que irá apurar seu houve falha no sistema de segurança do condomínio, por exemplo. O maior problema é que, em casos onde o condomínio é considerado responsável, o ressarcimento de prejuízos seria feito com recursos do caixa condominial, pago pelos moradores, o que rende uma nova discussão por parte dos condôminos e da vítima.

O síndico deve ter total conhecimento da convenção e também das legislações vigentes para, assim, evitar situações que podem acarretar em ações judiciais contra o condomínio e prejuízos para a gestão condominial. Isso porque, o síndico, como representante oficial do condomínio, corre o risco de ser responsabilizado civil ou criminalmente podendo, até mesmo, responder judicialmente se houver o descumprimento das regras a ponto de colocar em risco a segurança dos apartamentos, veículos ou dos outros moradores.

Porque adquirir um bom sistema de alarme para condomínio?

Se você, na função de síndico, quer reforçar o padrão de segurança no condomínio que administra, inclua a instalação de alarmes em seu plano de atuação. Esse sistema permitirá que você se antecipe a qualquer problema futuro, evitando assim reclamações dos condôminos, que buscam um empreendimento fechado para viver exatamente pela questão da segurança.

É importante que você se questione se é possível melhorar as ações já adotadas para evitar prejuízos com furtos e roubos, é interessante também que você identifique possíveis vulnerabilidades e veja o que é preciso avaliar antes de contratar um sistema de segurança para o seu condomínio…

Por fim, antes de tudo, é preciso que você saiba exatamente porque esse tipo de serviço é importante e apresentar a necessidade desse sistema de segurança para os moradores do condomínio onde você atua para que os mesmos conheçam e se sintam mais seguro.

Faça a diferença no seu condomínio, reforce a segurança com a ajuda de um sistema de alarme!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.