Incêndio em condomínio: Aprenda como evitar

São muitas as causas de incêndio em condomínio e saber como evitar e se precaver de situações como esta é indispensável para garantir a segurança de todos que vivem e trabalham nas dependências prediais. Você quer garantir maior segurança aos condôminos e evitar ter que responder como responsável por situações imprevistas? Então leia este artigo!

Tragédias relacionadas a incêndios em condomínios infelizmente são mais comuns e frequentes do que a maioria das pessoas imagina. É claro que a gravidade de tais acontecimentos varia muito.

Entretanto, apesar de ser algo que foge completamente ao controle, existem algumas dicas e passos simples que, quando colocados em prática, podem sim ajudar na prevenção de incêndio em condomínio. Entenda mais sobre o assunto através deste conteúdo.

7 passos para evitar o incêndio em condomínios

Assunto importantíssimo de ser tratado dentro dos condomínios, resguardar a vida e os bens dos condôminos é uma responsabilidade dentro dos afazeres do síndico.

Sendo assim, é indispensável saber quais são os passos para evitar os incêndios em condomínios. Veja os principais entre eles a seguir:

1. Fique de olho nas normas regulamentadoras

A primeira dica para ter sucesso na prevenção a incêndios em condomínios é conhecer a fundo quais são as normas regulamentadoras. Essas normas definem as diretrizes básicas para manter a qualidade e a segurança de todas as pessoas e bens materiais.

Para ter a garantia de que as instalações prediais estão devidamente seguras e dentro dos padrões estabelecidos, um dos cuidados mais básicos e simples é de obter o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro. Este documento nada mais é do que uma prova de que o lugar atende a todas as normas de segurança.

O AVCB é emitido pelo Corpo de Bombeiros, entretanto pode ser que o condomínio tenha que passar por algumas reformas antes que o documento seja obtido. Neste caso é necessário contratar uma empresa que entenda do assunto. Além disso, é indispensável manter uma política que faça com que o prédio esteja sempre dentro das normas.

2. Mapear os riscos de Incêndio em condomínio

Os riscos que podem causar um incêndio em condomínio estão espalhados por todos os lados na estrutura predial. Entretanto, é evidente que alguns pontos se mostram com maior propensão a passar por um acidente deste tipo!

Portanto, o mapeamento de riscos serve exatamente para esclarecer quais os pontos que precisam de mais atenção e cuidado. Por exemplo, locais em que ficam armazenados diferentes produtos químicos são locais com maior risco neste mapa e por isso precisam estar bem assistidos a fim de que se evitem incêndios em condomínios.

É a partir do mapeamento de risco que o condomínio determina até mesmo as regras de segurança mais simples, como a proibição de armazenar produtos inflamáveis no interior dos apartamentos. Este mapeamento deve ainda destacar quais locais precisam ter a instalação de hidratantes e extintores.

3. Brigada de incêndio em condomínio

Muita gente não sabe, mas todos os condomínios, e prédios de forma geral, precisam ter uma brigada de incêndio. Além de ser um cuidado extra, este treinamento com pessoas comuns, como os moradores do condomínio que você administra, proporciona mais segurança em casos de incidentes como incêndios. As pessoas estarão mais preparadas!

Geralmente a brigada é formada por um grupo de pessoas que se candidata voluntariamente a participar. É necessário avisar aos condôminos quando houver treinamento a fim de que um determinado número mínimo de pessoas compareça para fazer parte das instruções.

Caso infelizmente o pior aconteça, os moradores terão mais tempo e suporte para abandonar a estrutura predial, se necessário, resguardando a vida que é o bem maior.

4. Conscientização de funcionários e moradores

Praticamente dando continuidade ao passo anterior, também é de fundamental importância que tanto funcionários quanto condôminos estejam sempre conscientes sobre o quanto suas atitudes influenciam no acontecimento de incêndios em condomínios.

Você sabia que alguns dos casos mais comuns de início de incêndio são velas acesas em casa, além de itens ligados a rede elétrica como, por exemplo, panelas e chapinhas? Uma boa forma de diminuir os incidentes, portanto, é conscientizando a todos sobre os cuidados básicos que colaboram com a segurança!

5. Manual de segurança e boas práticas para moradores

Alguns cuidados simples dentro dos apartamentos também podem elevar consideravelmente os padrões de segurança. Quer saber alguns dos mais básicos, porém que nem sempre nos damos conta? Veja a seguir uma lista:

  • As portas corta-fogo devem ser sempre mantidas sem qualquer empecilho, ou seja, completamente livres para que em caso de necessidade possam ser rapidamente usadas como saída de emergência;
  • Deixar o fogo aceso enquanto cozinha para se ausentar da residência é um erro gravíssimo e que não deve ser cometido de forma alguma;
  • É fundamental sempre fechar a válvula de gás quando for se ausentar por bastante tempo da residência;
  • Não é indicado instalar cortinas ou deixar panos próximos ao fogão;
  • Usar o ferro e ter a atenção de desligá-lo corretamente após o uso também é importante para manter a segurança tanto do apartamento quanto do prédio como um todo.

6. Equipamentos de prevenção e combate a Incêndio em condomínio

É claro que não tem como falar em dicas para prevenir incêndios em condomínios sem mencionar a importância de ter bons equipamentos para o combate ao fogo. Além dos extintores, você sabia que existem mais equipamentos indispensáveis?

Os detectores de fumaça e alarmes de incêndio são alguns exemplos!

Além de ter esses equipamentos é importante que eles estejam sempre em dia, ou seja, em plenas condições de uso, prontos a auxiliar e diminuir os riscos tanto para os condôminos quanto para o bem material.

7. Tenha um plano de emergência

Por fim, não menos importante, esteja sempre preparado para situações emergenciais, afinal elas chegam sem avisar. Para não sofrer perdas, prejuízos ou sanções, desenvolva um plano de emergência para os possíveis casos de incêndio em seu condomínio.

Preocupe-se também em contratar parceiros que estão verdadeiramente preocupados com a segurança do seu condomínio e de todos que lá vivem. As soluções contra incêndios em condomínios precisam ser precisas e de resultado. Caso o pior aconteça, é indispensável que os prejuízos sejam os menores possíveis sempre!

Uma coisa é certa: Evitar incêndios em condomínios é imprescindível para maior segurança de todos. E, você, na posição de síndico e também de tomador de decisões, deve estar atento às formas seguras e eficientes de ter este cuidado. Aproveite agora para conhecer a Geral Sistemas de Segurança e veja como implantar as melhores soluções em seu condomínio.

Recommended Posts

1 Comment


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.