Contratar um sistema de segurança para condomínio é algo que deve ser muito bem planejado. Afinal, a questão da segurança é um dos principais aspectos dentro de um condomínio. Nesse caso, todo cuidado é pouco. Dessa forma, você como um síndico experiente precisa saber o que deve avaliar antes de tomar qualquer decisão relacionada a esse assunto.

Antes de qualquer coisa é necessário prezar pela qualidade. Com certeza você já se deparou com inúmeras notícias na televisão ou em jornais que falam sobre condomínios que já foram invadidos mesmo possuindo sistemas de segurança, não é mesmo? E sabe por que isso aconteceu?

Muito provavelmente porque o preço foi o principal fator na hora da contratação de um sistema de segurança para condomínio e outras coisas importantes não foram levadas em conta.

Portanto, fique atento!

Quer saber quais são as principais coisas que você deve avaliar antes de contratar um sistema de segurança para condomínio e evitar que os moradores se sintam desprotegidos e, consequentemente, tenham motivos para processar o condomínio? Então basta continuar a leitura!

Contratando um sistema de segurança para condomínio

Confira a seguir 6 aspectos que você, como síndico, deve estar atento antes de fechar qualquer contrato com empresas relacionadas à segurança. Só assim você pode garantir que todos os moradores se sintam tranquilos, inclusive sua família se ela morar também no local.

1. Conhecer os sistemas mais utilizados

Em primeiro lugar você precisa ter em mente quais são os sistemas de segurança mais utilizados para condomínios. E quais são mais eficazes também, é claro. No caso dos condomínios, pode-se afirmar que os melhores equipamentos de segurança para investir são:

  • Alarmes;
  • Cercas elétricas;
  • Controle de acesso;
  • Sensores de barreiras;
  • Portões eletrônicos;
  • Câmeras de vigilância.

O condomínio que você é síndico possui todos esses equipamentos de segurança ou algum está faltando? Esse é o momento de avaliar tudo isso para que o sistema de segurança fique completo e, consequentemente, todos fiquem seguros.

2. Saber qual a necessidade do condomínio

Apesar da dica anterior, vale ressaltar que você precisa analisar qual é realmente a necessidade de cada condomínio quando o assunto é segurança. É claro que os equipamentos básicos de segurança praticamente serão os mesmos para a maioria dos condomínios. Mas, outras coisas podem mudar dependendo de alguns fatores.

É nessas horas que é preciso levar em conta a localização do condomínio (se é um lugar violento ou não, se existe alguma área de risco nas proximidades), o tamanho do condomínio, se o prédio possui outras medidas de segurança, como porteiros ou vigilantes, e, por fim, a quantidade de equipamentos necessária.

Ainda não sabe ao certo quais são as necessidades do condomínio e o quão seguro ele está? Então faça esse Teste de Segurança para Condomínio e fique sabendo agora mesmo!

3. Ter em mente quanto o condomínio pode investir

Outro cuidado indispensável antes de contratar um sistema de segurança é saber o quanto o condomínio pode investir financeiramente em segurança. Tendo isso em mente é hora de saber como utilizar os recursos da forma mais inteligente possível.

No entanto, você não deve contratar uma empresa de segurança apenas por ter um preço mais baixo também. Afinal, isso pode colocar em risco a vida de todos os moradores, inclusive a sua e de seus familiares.

Sendo assim, é fundamental que tenha um planejamento e que uma parte do dinheiro do condomínio seja reservado para assuntos ligados à segurança. É claro que isso não significa que você tenha que contratar o serviço mais caro. O importante mesmo é conhecer a reputação da empresa e ter certeza de que ela cumprirá tudo o que foi acordado.

4. Usar a tecnologia a seu favor

Atualmente, a tecnologia facilitou e melhorou diversos setores da vida, não é mesmo? Muitas coisas acabaram ficando mais práticas e eficazes por conta do mundo tecnológico. E isso não foi diferente com a segurança. Hoje é possível encontrar equipamentos de segurança totalmente tecnológicos e muito mais seguros que o condomínio não pode ficar sem.

Entretanto, para que tudo isso realmente funcione é necessário estar sempre atento às mudanças, já que as coisas tecnológicas mudam com muita frequência, e investir em equipamentos de qualidade.

Os controles de acesso e as imagens das câmeras gravadas direto na nuvem são alguns dos exemplos da tecnologia ligada à segurança. Existem inúmeras outras também, portanto você deve saber ao certo o que é melhor para o condomínio em questão.

5. Optar por um sistema integrado

O sistema de segurança para condomínio que você quer contratar é um sistema integrado? Ou seja, os equipamentos de segurança “conversam” um com o outro ou são peças soltas e sem nenhuma ligação? Se forem apenas peças soltas não faça a contratação de modo algum!

Tudo precisa estar interligado em um bom sistema de segurança para condomínio. Por exemplo, o alarme precisa estar integrado com o sistema de câmeras, com a cerca elétrica e com o controle de acesso.

E isso é apenas um exemplo. Quanto mais os equipamentos estiverem interligados, melhor. Afinal, algo não funcionará por completo se estiver sozinho.

6. Buscar um fornecedor confiável

Por fim, vale ressaltar que na hora da contratação você não precisa optar pela empresa mais próxima. Preze, em primeiro lugar, pela capacidade técnica e pela qualidade dos serviços e dos equipamentos. Isso é realmente o que importa.

O que você realmente precisa é de um fornecedor confiável que, além de oferecer os melhores equipamentos, também ajude na hora da montagem do plano de segurança e no monitoramento do condomínio.

Quando o assunto é segurança, é necessário que o melhor seja feito em todas as ocasiões, nunca se esqueça disso.

Portanto, agora que você já sabe tudo o que precisa avaliar quando o assunto é segurança, é hora de escolher um sistema de segurança com um bom custo x benefício.

Ainda não sabe qual o melhor sistema de segurança para condomínio contratar? Então que tal conhecer melhor a Geral Sistemas de Segurança e suas soluções para condomínios residenciais? Clique aqui e saiba mais!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.